Tuesday, January 12, 2016

Os 10 Melhores Livros de 2015

----- Read this post in English: here

Que lista difícil de fazer! Eu nunca tinha tentado fazer isso e sofri para cortar alguns livros. Quem me conhece sabe que sou apaixonada por livros. Tem leituras que associo a períodos da minha vida, a sentimentos ou mesmo a uma semana de férias na praia. Nesse post, quero dividir com vocês um pouquinho deste amor e ouvir de vocês sobre os seus livros preferidos.

Vou tentar falar sobre o tipo de livro e/ou os temas que ele aborda, por que eu amei o livro e para quem eu acho que vai ser uma boa leitura. Além disso, vou incluir se li o livro físico ou e-book e em qua língua eu li.

Vamos lá!



10 - Mary Poppins, PL Travers

Sim, um livro infantil! Mary Poppins é tão real e, ao mesmo tempo, tão mágica, é impossível não amar. Com ela, não existe criança mal educada e cheia de manhas, Mary Poppins é rígida. Mas, de repente, uma cena simples do dia-a-dia se torna todo um mundo onde coisas incríveis acontecem.

É um livro que deve ser lido por todas as pessoas que lembram dos sonhos da infância, que deseja sonhá-los novamente e passar algumas horas em um mundo fantástico. E, claro, todas as crianças deveriam ter a chance de se apaixonar por Mary Poppins.

Li no kindle, em inglês.

9 - On Writing, Stephen King {Sobre a escrita}

Stephen King tem um dom irresistível com palavras. Acho que eu gostaria de ler a lista de mercado dele, tão bem ele escreve. Esse livro é muito mais curto do que as obras de ficção de King, mas tem muita informação. É um livro bem escrito e generoso, além de ter uma biografia sucinta do autor.

Este é um livro que vai agradar principalmente a quem gosta de escrever e aos fãs do autor, mas até um leitor incidental pode se descobrir lendo página após página, porque Stephen King é assim.

Li o livro físico, em inglês.

8 - Go Tell it on the Mountain, James Baldwin {não encontro o nome em português!}

Que livro lindo! Não consegui parar de ler até terminar. As personagens são muito bem estruturadas, muito reais e, embora seja praticamente impossível gostar de alguns deles, é mais difícil ainda conseguir julgá-los. Eles são humanos e agem e veem o mundo de acordo com suas personalidades e vivências.

Existe um forte componente religioso ao qual todos estão ligados e é sob as lentes de como cada um vivencia a fé que acompanhamos as experiências e tentativas de cada um deles. É realmente lindo e faz pensar muito sobre as múltiplas facetas que todos nós temos.

Quem tem interesse por literatura que explora religião e fé e/ou a condição humana, quase certamente vai gostar deste livro.

Li o livro físico, em inglês.

7 - O Apanhador no Campo de Centeio, JD Salinger

Confesso: comecei esta leitura achando que não iria gostar. Sempre ouvi coisas ruins sobre o livro. Mas amei! Gostei de Holden e empatizei com ele desde as primeiras páginas. Que delicado e puro o sentimento dele em relação à irmã mais nova; quanto isolamento e tristeza ele sentia.

Aqueles que conseguirem se colocar no lugar deste menino vão entender o que ele sente e sentir com ele. E, quando chegar o momento que explica o nome do livro, sentirão pelo menos um pedacinho do coração quebrar e desejar pegar Holden no colo e dizer que tudo vai ficar bem.

Li o livro físico, em português.

6 - Tônio Kroeger / A Morte em Veneza,  Thomas Mann

Estas duas novelas são tão curtinhas que estão em um mesmo livro. A temática é semelhante, com dificuldades de aceitação da própria sexualidade e, em consequência, de si mesmo. É incrível como Thomas Mann consegue, em tão poucas páginas, construir personagens tão complexas e realistas. Além disso, ele escreve com muita delicadeza; é realmente muito bonito.

Acredito os que apreciam uma escrita incrível vão gostar muito destes livros, mas especialmente os que já se sentiram inadequados por qualquer motivo - e quem pode dizer que nunca se sentiu assim?

Li o livro físico, em português.

5 - A Metamorfose, Franz Kafka
3639113


Outro livro sucinto, porém profundo. O autor utiliza uma situação totalmente bizarra para fazer uma crítica aos seres humanos e as relações patológicas que cultivamos. Em momentos, eu me pegava rindo de algo absurdo que, se tivesse realmente acontecido, seria deprimente. E, quando a leitura termina, acontece aquele momento de queixo caído e "uau, como ele fez isso?"

Livro incrível, todo mundo deveria ler. Não tem desculpa, é super curtinho!

Li o livro físico, em português.

4 - The Color Purple, Alice Walker {A Cor Púrpura}
Quanta delicadeza, quantas personagens incríveis. Eu abri o livro, li a primeira frase e não consegui parar de ler. A naturalidade com que a narradora principal descreve os acontecimentos, mesmo os desagradáveis, tem algo de arrebatador. O livro fala sobre amor das mais variadas formas e é uma demonstração belíssima das transformações dos relacionamentos.

Todos os que gostam de romances epistolares, de relacionamentos e de acompanhar a trajetória de diversas personagens ao longo dos anos, vão gostar desse livro.

Li o livro físico, em inglês.

3 - Half of a Yellow Sun, Chimamanda Ngozi Adiche {Meio Sol Amarelo}
1102116

O primeiro livro de Chimamanda que li foi "Americanah" e já me apaixonei pela escrita da autora. As personagens são tão bem construídas que parecem reais e a empatia é imediata. O mundo em que elas vivem também é incrível, realista. Eu sofri muito com a forma como ela desconstruiu tudo que ela tinha construído, desde o mundo e o modo de vida até os valores destas personagens. Chegou uma hora em que precisei fechar o livro, chorar e pegar um fôlego antes de continuar a leitura.

Livro ótimo para quem gosta de uma escrita feminina, personagens reais e cativantes e tem interesse sobre a guerra civil que ocorreu na Nigéria no final dos anos 1960.

Li o livro físico, em inglês.

2 - Em Busca do Tempo Perdido (volumes 1, 2, 3), Marcel Proust
No Caminho de Swann64388096438788

Eu já tinha lido os dois primeiros volumes, se não me engano em 2010 e 2011, mas quero ler todos em seguida, então voltei ao começo. Proust é incrível. É realmente genial uma pessoa que consegue captar e descrever as sensações de uma vida com tanta delicadeza e beleza. Da angústia de ser criança e desejar, mais que tudo, a presença da mãe às relações complexas da vida em sociedade, fico com a sensação de que nada passou despercebido para ele.

Acredito que todos deveriam ler pelo menos o primeiro livro e ter a experiência que é esta leitura. Sugiro a quem não está acostumado a uma escrita bastante descritiva que leia aos poucos, mas não tenha medo, é apaixonante!

Li os livros físicos, em português.

1 - Os Miseráveis, Victor Hugo
23846159

É até difícil falar deste livro. Todos os livros bons nos ensinam alguma coisa, às vezes até os ruins trazem algum conhecimento; mas não são todos os livros que nos transformam. Acredito ser quase impossível terminar de ler "Os Miseráveis" sendo a mesma pessoa que começou a leitura.

Victor Hugo não dá palestra, não tenta convencer o leitor de nada. Através de uma história emocionante e personagens inesquecíveis, ele abre nossos olhos, entra em nossa mente e nosso coração, e tudo que ele quer demonstrar se desenrola e se apresenta diante de nós de uma maneira linda.

Emocionante demais, lindo e, redundante dizer, uma obra prima. Todos deveriam se dar o presente de ler este livro.

Li em e-book, em português.


Espero que vocês tenham gostado desta lista, fiz com muito carinho. Deixem dicas para mim nos comentários, das melhores leituras que fizeram ano passado ou mesmo na vida!


8 comments:

  1. Ótimo post, cheio de sentimento. Sempre tive curiosidade em ler o apanhador no campo de centeio. Recomendo Jo Nesbo, O boneco de neve, excelente livro! Especialmente para quem gosta de suspense policial.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Que estranho, eu respondi este comentário pelo email, mas não está aparecendo aqui no blog. Tu recebeu resposta?

      Falei:

      Obrigada!! Eu tenho esse livro (O Boneco de Neve) e ainda não li, vou colocar na fila. Eu gostei demais de "O Apanhador no Campo de Centeio". É triste, mas de um jeito bonito, me fez pensar muito no Lipe. <3

      Delete
    2. Sério? (como pode lembrar dele) Não tinha um filme de terror baseado no livro?! ENtão, não recebi nada via email não...

      Delete
    3. Acho que estás confundindo com outro livro. Esse livro acompanha um menino/adolescente que está passando por um momento de muito isolamento e tristeza.

      Delete
  2. Concordo com o seu primeiro lugar. O livro é maravilhoso! Um dos melhores que já li também.
    Adoro o livro do Salinger também!
    Pretendo ler alguns da sua lista. O livro do King, A Cor Púrpura e Morte em Veneza e Meio Sol Amarelo.

    ReplyDelete
    Replies
    1. "Os Miseráveis" é um dos melhores que li na vida, com certeza.

      "O Apanhador no Campo de Centeio" é lindo.

      Leia todos, mesmo! Os três primeiros são curtos e rápidos. "Meio Sol Amarelo" é mais longo, mas a leitura em si é rápida, porque não se consegue parar de ler.

      Delete

Os comentários não representam a opinião da autora do blog; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...